Olá ! Sejam Bem Vindos | TELEFONE: (44) 3035-7476

HomePortal de NotíciasFurtos de fiação deixam 25% dos imóveis de Sarandi sem água

Furtos de fiação deixam 25% dos imóveis de Sarandi sem água

Furtos de fiação deixam 25% dos imóveis de Sarandi sem água

Dois furtos de fios elétricos deixam 25% dos imóveis de Sarandi, no norte do Paraná, sem água nesta sexta-feira (26). A previsão da prefeitura é de que o serviço, para a maior parte dos imóveis afetados, seja normalizado apenas no domingo (28).

A autarquia Águas de Sarandi atende 48 mil imóveis na cidade, e 12 mil estão sem água nesta sexta. Toda a região central está sendo prejudicada pela falta de abastecimento, além dos bairros Novo Centro, Independência, Ouro Verde e Jardim França.

De acordo com a autarquia Águas de Sarandi, o Jardim França teve a fiação da casa de máquinas de um poço artesiano furtada entre a noite de quarta (24) e a manhã de quinta-feira (25), deixando todo o bairro sem abastecimento.

A autarquia informou que o bairro deve ter o serviço normalizado até o final da tarde desta sexta.

Já o mais recente caso, e de maior extensão, foi descoberto na manhã desta sexta, após moradores da área central relatarem falta de água.

Técnicos da prefeitura identificaram que houve arrombamento da casa de máquinas de um poço instalado na Rua Octávio Colli, na altura do Parque Residencial Santana.

Foram furtados fios elétricos do imóvel, que também teve um painel eletrônico, responsável pelo controle da bomba d’água, parcialmente destruído.

Conforme a autarquia, o poço, que está parado, tem uma vazão de 80 mil litros por hora. A previsão é de que a região central e os bairros Novo Centro, Independência, Ouro Verde tenham o abastecimento regularizado até domingo.

“A gente deve concluir os reparos até sábado, mas para a pressão voltar em toda a rede e o abastecimento ficar normal vai até domingo”, diz Pedro Batista, gerente da autarquia.

Sarandi tem todo o abastecimento de água mantido por meio da captação em 55 poços artesianos.

Em abril deste ano, uma ação de vandalismo na principal estação de captação da cidade deixou metade da população, cerca de 40 mil moradores, sem abastecimento durante um dia.

Fonte: G1 Paraná.

Compartilhar