Olá ! Sejam Bem Vindos | TELEFONE: (44) 3035-7476

HomePortal de NotíciasExemplo no Paraná, Andirá vai atuar pela 2ª eleição consecutiva com 100% de mesários voluntários

Exemplo no Paraná, Andirá vai atuar pela 2ª eleição consecutiva com 100% de mesários voluntários

Exemplo no Paraná, Andirá vai atuar pela 2ª eleição consecutiva com 100% de mesários voluntários

Pela segunda eleição consecutiva, a cidade de Andirá, no norte do Paraná, terá 100% de mesários voluntários.

Conforme o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), a cidade é considerada um exemplo por ser a única do estado em que os todos os mesários se ofereceram voluntariamente para trabalhar, dispensando a necessidade de convocação mediante lei.

O mesário é o cidadão nomeado para orienta os eleitores no momento da votação. Eles também recebe as justificativas daqueles que não puderam participar do pleito.

Ele pode ser escolhido de duas maneiras: quando o cidadão se prontifica de maneira voluntária ou por meio de convocação feita pelo juiz. É obrigatório ter mais de 18 anos e estar em situação regular com a Justiça Eleitoral.

Nas eleições deste ano, pouco mais de 107 mil mesários irão atuar em 26.831 zonas eleitorais em todo o estado. Destes, 16.060 foram convocados para atuar em Curitiba.

Conforme o TRE, em outras cidades, o número de voluntários chega a 80%, mas são poucas.

Ao G1, o chefe do cartório eleitoral de Andirá, Valdir Teodoro da Silva, afirmou que o índice de 100% de voluntários é resultado de um trabalho de cidadania que vem sendo feito com a comunidade escolar há muitos anos.

O investimento, destaca Valdir da Silva, foi feito com alunos do nivel médio, já que não há faculdades na cidade.

“Nosso trabalho, em resumo, é feito de visitas constantes nessas escolas para explicar a importância e as vantagens de trabalhar no dia das eleições”, explicou Valdir.

Na opinião dele, o maior benefício de todos em atuar nas eleições como mesário é o do exercício da cidadania, ou seja, de poder colaborar de uma forma mais participativa para um dia tão importante para a democracia brasileira.

“Eu não tenho dúvidas de que, com isso, nós teremos, novamente, uma eleição com chance de êxito muito maior porque os mesários trabalharão com prazer, não é aquela coisa obrigatória”, destacou.

Para o chefe do cartório eleitoral, ser mesário em uma cidade pequena também é uma oportunidade para ganhar espaço dentro da sociedade.

“É como se fosse um meio para ficar conhecido pelos comerciantes da região, por exemplo, e que poderão empregá-lo futuramente”, disse Valdir.

O trabalho nas escolas deu tanto resultado que além dos 100% (cerca de 300 pessoas) que se candidataram para a função, outros 70 ficaram no “banco de reserva”.

“Ou seja, se acontecer algum problema com os mesários selecionados, temos outros de sobra que estão dispostos a atuar com a mesma excelência”, comemorou Valdir.

Andirá tem 22,5 mil eleitores. A zona eleitoral possui 82 seções e também recebe votos de eleitores de Barra do Jacaré e Itambaracá. Somando essas outras cidades, são 25 mil eleitores na região.

As vantagens de ser um mesário

  • Aprendizado: aquisição de novos conhecimentos;
  • Dispensa do serviço pelo dobro dos dias prestados à Justiça Eleitoral;
  • Auxílio-alimentação para o dia da eleição no valor de R$ 30;
  • Créditos em disciplinas de cursos em instituições de ensino superior, se conveniadas com os tribunais regionais eleitorais;
  • Desempate em concursos públicos da Justiça Eleitoral, quando expresso no edital;
  • Desempate em outros concursos públicos, se houver previsão em edital;
  • Isenção do pagamento de taxa de inscrição em concursos públicos realizados pelo Poder Público Estadual, de acordo com a lei 19196/2017, dependendo da regulamentação expedida pela instituição promotora do concurso.

Quem não pode ser mesário

  • Candidatos e seus parentes, ainda que por afinidade, até o segundo grau inclusive, e também o cônjuge;
  • Membros de diretórios de partidos políticos, caso exerçam função executiva;
  • Autoridades e agentes policiais,
  • Funcionários no desempenho de cargos de confiança do Executivo;
  • Os que pertencem ao serviço eleitoral;
  • Eleitores menores de 18 anos.

Como se candidatar de maneira voluntária

A inscrição pode ser feita pela internet ou pessoalmente no cartório eleitoral mais próximo. O nome do candidato fará parte de uma lista de voluntários e, quando houver necessidade, poderá ser chamado. Para as eleições deste ano, não há mais como se voluntariar.

Como funciona a convocação mediante lei

A convocação é feita através do juiz eleitoral. Os convocados receberão uma carta em sua residência com data, horário e local para se apresentar para os trabalhos eleitorais, além do agendamento para um treinamento.

O comparecimento é obrigatório e a falta, se não for justificada no prazo legal, constitui crime de desobediência. O mesário que não comparecer está sujeito a processo e multa arbitrada pelo juiz eleitoral.

Ao trabalhar como mesário uma vez, é obrigatório trabalhar em todas as eleições?

Não. É possível pedir dispensa junto a cartório eleitoral, no período entre uma eleição e outra. Contudo, tal pedido deve ser feito antes de receber uma nova convocação e será analisado pelo cartório eleitoral.

Fonte: G1 Paraná.

Compartilhar